English Version

BRINCADEIRA URBANA

21/06/2016

Museu de Arte de São Paulo (Masp) reinterpreta mostra dos anos 60

Em 1969, a exposição Playgrounds, do artista Nelson Leirner, foi escolhida para inaugurar o Masp ocupando o vão livre do edifício com obras participativas em diálogo com a Av. Paulista e os passantes. A partir do dia 17 de março – e até 31 de julho – poderá ser vista no mesmo local uma versão inspirada no projeto original. Rebatizada Playgrounds 2016, a exibição é composta de instalações de seis artistas e coletivos contemporâneos convidados a pensar o espaço comum e sua relação com o lazer nas cidades: Ernesto Neto, Yto Barrada, Céline Cndorelli, Rasheed Araeen e os coletivos Grupo Contrafilé e O Grupo Inteiro.

Matéria publicada por Arquitetura e Construção em março de 2016

1ª FOTO. Estudo preliminar da intervenção, de 1968. No desenho da arquiteta Lina Bo Bardi (1914-1992), o vão livre surge como um grande parque para crianças.

2ª FOTO. Uma das obras – Zero to Infinity – de Rasheed Araeen.