English Version

11 DÚVIDAS PARA QUEM VAI PROJETAR OU REFORMAR UMA COZINHA

25/02/2016

Veja respostas de profissionais para as dúvidas mais comuns sobre cozinhas

1. Por onde começar?

Primeiro, avalie o uso do ambiente e as necessidades da família. “Depois, defina os eletrodomésticos e o espaço de cada um”, diz a designer de interiores Daniela Cianciaruso, da Díptico. Isso ajudará a compor a planta e o orçamento nas lojas.

2. Qual o erro mais comum?

“Não planejar o local”, afirma o arquiteto Guilherme Torres. É essencial pensar em pontos de elétrica, hidráulica e na circulação, entre outros itens. “Cuidados assim evitam problemas como deixar as passagens apertadas”, fala a arquiteta Vanessa Féres.

3. O que não pode faltar?

“Armários bem dimensionados e distribuídos”, responde a arquiteta Deborah Roig. Praticidade é indispensável para a designer de interiores Fabiola Galeazzo, da D2N Arquitetura. “O triângulo formado de geladeira, fogão e pia ajuda no cotidiano”, aponta.

4. Planejada ou marcenaria?

“O processo industrializado minimiza erros e agiliza a entrega”, diz o arquiteto Ricardo Miura. “Em contrapartida, o marceneiro pode propor soluções diferentes por não ter de seguir uma modulação”, fala a designer de interiores Adriana Fontana.

5. As medidas são rígidas?

Depende. “Alguns têm mais facilidade de adaptação”, conta o arquiteto Flávio Butti. “Certas lojas oferecem até 1 cm de variação entre as modulações”, afirma a arquiteta Marí Aní Oglouyan. Há, ainda, marcas que produzem os armários sob medida.

6. Como escolher a loja?

Guilherme sugere conferir trabalhos entregues, seguir indicações e pesquisar sites como o Reclame Aqui. “Avaliar a qualidade das ferragens, as opções de acabamento e, óbvio, a garantia oferecida também é fundamental”, afirma Daniela.

7. Como eleger acabamentos?

“Tenha em mente todos os materiais, não só dos móveis mas também de pisos e paredes para o conjunto ficar harmônico”, indica Flávio. “Atente-se, ainda, à durabilidade, pois no ambiente há gordura, calor e umidade”, lembra Fabiola.

8. O que encarece o projeto?

“Gavetões, revestimentos de aço e vidro”, enumera Vanessa. Os acessórios também sobem significativamente o orçamento. “Se a ideia é baratear, prefira portas em vez de gavetas, pois as primeiras requerem menos ferragens”, recomenda Fabiola.

9. O que observar na entrega?

Ver se a montagem corresponde ao projeto executivo. “Cheque dimensões, acabamentos e aberturas de portas”, alerta Marí Aní. “Fique de olho se os móveis vieram com fundo e se ele tem a espessura adequada”, acrescenta Adriana.

10. Como fazer o pagamento?

Segundo Deborah, deve-se dar o sinal após aprovar o layout. “Por garantia, vincule pelo menos uma parcela à entrega e outra à data da revisão da montagem”, ensina Marí Aní. Só quite à vista se a loja for de confiança ou se houver descontos consideráveis.

11. Quais os segredos para ter uma cozinha perfeita?

“Um bom trabalho em parceria com a empresa, um projeto criativo e a escolha acertada do fabricante”, pontua Flávio. “A proposta deve atender ao dia a dia do proprietário e ser um reflexo dele”, resume Deborah.

Matéria publicada por Casa Claudia em 20 de fevereiro de 2016