English Version

FESTA PARA O DESIGN

12/01/2016

Intensa foi a movimentação no Museu da Casa Brasileira (MCB) em 2015.

Para o ano que se inicia, a programação também não deixa nada a desejar. “Em 2016, o Prêmio Design completará 30 anos. Essa edição especial incluirá um ciclo de palestras com especialistas do setor e a publicação de um catálogo comemorativo”, conta a diretora-geral do museu, Miriam Lerner. E as novidades não param por aí. “Vamos continuar a enfatizar nossa programação temporária, com eventos e exposições que incentivem o pensamento crítico, envolvendo urbanismo, habitação, economia criativa e sustentabilidade”, antecipou ela nesta conversa ao Casa.

Quais foram as principais realizações do museu em 2015?

O ano teve início com a quinta edição da mostra Jovens Designers, que apresentou a produção de 63 universitários de oito Estados. Em abril, realizamos a mostra Op Art: Ilusões do Olhar, abordando as múltiplas facetas do design e sua aplicação em segmentos como moda e desenho de objetos de uso cotidiano. Em maio, lançamos o catálogo da exposição Casas do Brasil/Sobrevivências – Uma Exposição Sobre Vivências: Carandiru. Também homenagens personalidades como os arquitetos João Vilanova Artigas e Carlos Lemos, este em um evento comemorativo de seus 90 anos de contribuição nos campos do ensino, projeto e urbanismo. Por fim, na série Pioneiros do Design Brasileiro, revisitamos a obra de Fulvio Nanni, um dos precursores do design autoral no Brasil, na década de 1980.

Quais suas considerações sobre o Prêmio Design 2015?

Em sua 29° edição, o prêmio contou com 532 inscrições, das quais foram selecionados 33 premiados e 41 finalistas, todos presentes na exposição em cartaz até o dia 31. Além da expressiva participação e da qualidade dos trabalhos, a diversidade de temas abordados foi um diferencial que considero fundamental. Embora entre os vencedores predominem trabalhos sobre o design de produto – com particular ênfase ao design de mobiliário -, existem também muitas obras que abordam comunicação visual, moda e cultura.

Quais são os planos para o ano que se inicia?

Estamos elaborando um novo sistema de inscrições para os participantes e de avaliação do júri que deve ser implantado já na premiação de 2016. As exposições temporárias, como de costume, vão abordar temas afeitos ao universo do MCB: arquitetura, design, urbanismo, paisagismo e disciplinas correlatas. Prevista em nosso calendário também está a realização da 7ª edição do projeto Casas do Brasil, que reúne uma exposição e o lançamento de um livro enfocando as diferentes tipologias de morar no País.

Matéria publicada pelo jornalista Marcelo Lima do O Estado de São Paulo em 03 de janeiro de 2016

1° FOTO. Móveis de Fulvio Nanni em exposição da série Pioneiros do Design Brasileiro, em cartaz até 28 de fevereiro.
2° FOTO. Detalhe da mostra da 29ª edição do Prêmio Design, que pode ser visitada até o dia 31.