English Version

JANELAS ABERTAS PARA A TRADIÇÃO E A INOVAÇÃO

13/11/2015

Combinando passado e futuro, a Vegan House vira atração no pitoresco District 3, na cidade de Ho Chi Minh, Vietnã

O bairro Ho Chi Minh, no Vietnã ganhou novas cores recentemente. Em contraste com as construções tradicionais, o estilo inovador da Vegan House conquistou os moradores e trouxe mais interação social e cultura ao local. A construção que antes era uma residência particular foi completamente repaginada e transformada em um centro cultural para a comunidade.

Desenvolvido pelo escritório Block Architects, o projeto da “Casa Vegana” tem como objetivo a integração entre os moradores, alimentação tradicional e a cultura vietnamita. “É neste ponto que as pessoas podem se encontrar, compartilhar, comer e cozinhar a comida tradicional vietnamita, especialmente comida vegan.” dizem os arquitetos.

O centro cultural conta com 3 pavimentos divididos entre cozinha de uso comum, salas de jantar e diversos ambientes de vivência, todos compostos inteiramente por mobiliários doados ou reaproveitados. Para aproveitar o máximo de ventilação e iluminação naturais, os arquitetos optaram por dar uma nova interpretação ao estilo de janelas já utilizadas tradicionalmente no país. Através do novo arranjo, as janelas de madeira coloridas seguem da fachada até a cobertura tornando o edifício confortável internamente e dando movimento a fachada. “Estas janelas têm sido utilizadas no Vietnã durante muito tempo por conta da ventilação. Dessa vez elas foram rearranjadas em uma nova fachada para criar uma atração especial, bem como a harmonização com o entorno.” contam os arquitetos.

Além da fachada colorida, o telhado do edifício também conta com janelas com aberturas em certos pontos para a entrada de luz para a vegetação.

FOTOS:
01 - As janelas coloridas oferecem mais luz e ventilação ao interior da Vegan House; um jardim vertical enfeita a fachada
02 - A bancada de cimento queimado domina o térreo, destinado às refeições
03 - Vista interna das janelas

Matéria publicada no repertóriocriativo.com.br