English Version

ENTRE E OLHE PARA CIMA

29/07/2015

A parede alta com o traço de Giuliano Martinuzzo é a grande atração desta casa.

Entrar nesta casa, na zona oeste de São Paulo, e não passar pelo menos alguns segundos olhando para cima é quase impossível. Isso por que a atração principal da construção, de 190 m², está no alto: um desenho que enfeita as paredes do pé-direito duplo da casa. Os proprietários, um jovem casal, queriam algo a mais do que apenas decorar os ambientes com seus móveis e objetos preferidos.

Depois que conheceram o trabalho de Giuliano Matinuzzo, artista plástico de 28 anos, tiveram certeza que seu tipo de arte seria perfeito para o novo imóvel. O primeiro passo para colocara ideia em prática foi fazer uma reunião, mostrar a parede, trocar impressões. E o resultado acabou avançado para além da parede planejada inicialmente. O desenho leve e orgânico de Martinuzzo ganhou outros apoios, avançou por portas e escadas.

“Enquanto ele trabalhava, a gente olhava o desenho aparecendo e queria algo maior. Fomos dando liberdade para ele trabalhar e o resultado ficou muito melhor do que a gente tinha imaginado na primeira conversa”, conta Natália Higuchi, proprietária e arquiteta responsável pelo projeto de sobrado.

A empolgação com a ideia casou perfeitamente com o que o artista busca em seu trabalho. “A interação com o cliente é muito importante, mas o resultado, mesmo sendo sempre bastante com esboços feitos no papel”, nuca é limitado à primeira ideia “, explica. Ele faz os desenhos na parede, sem rascunhos, usando caneta de ponta porosa à base de água.
A obra de arte deu o tom para tudo o que veio depois. “A base de decoração é a combinação de preto e cinza, que aparecem no mobiliário da cozinha e no porcelanato que imita cimento queimado. Deixei as cores para os objetos menores, como a coleção de toy art e o néon vermelho”, explica a arquiteta.

No térreo, os ambientes integrados complementam a atmosfera jovem e descontraída. A cozinha foi equipada com mesa grande para receber os amigos nos fins de semana. O bem iluminado imóvel, com paredes de vidro voltadas para a área externa, ainda tem escritório e churrasqueira; e, no segundo piso, três quartos. “Projetei a casa para passar a vida toda. Hoje ela está exatamente como eu queria”, completa Natália.

Vista ao entrar na casa, que tem pé-direito duplo em living Preto e cinza predominam na decoração.

O preto aparece no mobiliário da cozinha e do móvel da TV. O piso de porcelanato imita cimento queimado.

O desenho do artista plástico Giuliano Martinuzzo, que avançou sobre a porta que leva aos quartos e até a parte da parede da escada.

Na mesa de jantar diferentes modelos de luminárias e cadeiras dão tom descontraído.

Na área externa da casa tem churrasqueira com cobertura de vidro e um deck de madeira com hidromassagem.

Quarto do casal.

Paredes e portas de vidro deixam a luz natural entrar no living.

matéria publicada no jornal O Estado de São Paulo em 14 a 20 de junho de 2015.