English Version

2- FALTA DE ESPAÇO TEM SOLUÇÃO APARTAMENTO DE 65 M²

24/07/2015

Depois da reforma, a metragem enxuta passou a comportar o presente e o futuro do casal.

TERRAÇO DENTRO DO APÊ.

Sem a porta de correr que a isolava, a área de 6,65 m² virou extensão do living. As poltronas Kilin (em primeiro plano) e Diz e o banco Mucki, todos de Sergio Rodrigues (1927-2014), vieram do Arquivo Contemporâneo.

Os advogados Daniele e Felipe Paschoalini, recém-casados e donos deste imóvel em São Paulo, tocaram duas empreitadas ao mesmo tempo: a organização do casamento e a reforma da nova morada. “Apesar de termos apenas 65 m² disponíveis, queríamos espaço livre para circular”, diz Felipe. A solução? Integrar varanda, cozinha e segundo quarto ao estar. Ambientes conectados, entrou em cena a grande paixão do casal – os móveis assinados pelo designer Sergio Rodrigues. Essas peças, aliás, ditaram a paleta calma, outro trunfo do arquiteto Leandro Garcia para fortalecer a sensação de amplitude.

CAMINHO BEM MARCADO.

Os tapetes de lona circulares (Carbono) estabelecem a ligação entre estar, jantar e varanda. Almofada da Conceito Firma Casa.

MESA REDONDA É CURINGA.

Se tiver tampo exíguo, como este (1,20 m de diâmetro), melhor ainda. A medida possibilita o uso de quatro cadeiras Lucio, de Sergio Rodrigues.

TRAÇO LIMPO.

No lavabo, o módulo (65 cm de largura) une cuba de granito (Marmoraria Santo Expedito) a armário. Portas do tipo simples-toque dispensam os puxadores.

BANCO OU MESA?

Os dois. No centro do estar, em frente ao sofá Mole, os pufes fazem as vezes de mesinha e, nos dias de festa, servem de assento extra.

CANTO REVERSÍVEL.

O vão onde está a bancada tem tamanho suficiente (1,60 m) para encaixar um berço quando a família crescer. Cadeira da Scandinavia Designs.

ALÉM DA TV.

Com função de rack, a prancha de demolição também abriga objetos: luminária de vidro da Marché Art de Vie e vasos de Kimi Nii.

COZINHA NA PAREDE.

Integrado à sala, o cômodo praticamente se resume a este módulo de freijó (AD Marcenaria). Caixote com livros da Conceito Firma Casa.

VERDE EM FOCO.

Perto da entrada de luz, o vão acolhe a costela-de-adão. Abrir mão de outros vasos liberou espaço para os móveis na varanda.

AO LADO DA CAMA.

A sapateira (1,45 m x 45 cm x 42 cm*) agiliza a rotina da moradora. Sobre o criado-mudo, abajur da Conceito Firma Casa e vasos da Olho Interni.

LUGAR CERTO.

Acima da geladeira foi posicionado mais um compartimento de armário. Cimento (Bautech) cobre o piso de todos os ambientes.

FÃS DECLARADOS.

“Queríamos uma decoração atemporal e com personalidade, características que os móveis de Sergio Rodrigues têm de sobra”, diz Felipe.

matéria publicada na revista Casa Claudia em junho de 2015.