English Version

DESIGN BRASILEIRO: PARA GRINGO VER E COMPRAR

22/07/2015

Com peças cheias de identidade, marcas brasileiras arrasam em duas feiras norte-americanas: as recentes Maison & Objet Americas, em Miami, e a International Contemporary Furniture Fair (ICFF), em Nova York.

Tramas mil.

Segundo a Tidelli, o uso de cordas náuticas, os matizes intensos e o desenho inovador abriram as portas do mercado internacional à empresa. A poltrona Painho (98 cm x 82 cm x 1,34 m*) deu o que falar em Miami. Custa 6.795 reais.

Luz sem fim.

Es seu portfólio para a Maison & Objet Americas, a La Lampeinvestiu em luminárias repletas de brasilidade ou com bela mistura de materiais – caso do pedente Kilter (20 x 52 cm**, 1.378 reais), composto de freijó, aço e cobre e assinado pelo estúdio Nada Se Leva.

Pé na estrada.

A Moora (do grupo Artfama) mal estreou por aqui e já chegou à Big Apple levando móveis de madeira certificada. Entre eles, a poltrona Camp (83,5 x 87 x 98 cm*), de Bruno faucz, feita de tauari, couro e lona. Preço: 6.842 reais.

Toque de mestre.

Cores vivazes e pronta entrega são as apostas da Butzke para fazer sucesso lá fora. Isso sem mencionar a grife de Sergio Rodrigues (1927-2014), autor desta cadeira (43 x 46,4 x 72,6 cm*, 2.416 reais) da linha Tajá, apresentada em Nova York.

Influência externa.

A mesa de centro Dolomita (1,80 m x 75 cm x 40 cm*), com base de madeira e tampo de mármore, é um exemplo de como o mobiliário da Sacarro associa as raízes nacionais à inspiração italiana. A criação de Ana Revello Vazquez e Renato Solio sai por 13.906.

matéria publicada na revista Casa Claudia em junho de 2015.