English Version

15 LAVABOS CHEIOS DE DICAS PARA VOCÊ RECEBER BEM AS VISITAS

26/06/2015

Disposto num canto discreto da casa, o ambiente costuma guardar pequenas surpresas. A seguir, veja projetos com soluções criativas e dicas para fazer o seu.

No lugar da maçaneta comum, a cava de aço corten inserida na porta de nogueira pivotante já revela o zelo da arquiteta Paula Bittar pelos detalhes. Na bancada e no piso, ela optou pelo limestone baiteg blue. “É bem decorativo, mas, como pede impermeabilização para evitar marcas de água, só uso em lavabos”, conta.

O estilo industrial marca o projeto da arquiteta Paula Mattar, que buscou alguns itens em lojas de materiais de construção – a exemplo da torneira de jardim e da bancada do tipo andaime.

Na obra do escritório Messa Penna, o papel de parede geométrico (Wallpaper) destaca-se e combina com o vaso (Deca) e o lavatório de granito preto absoluto.

O estúdio Figueroa. Arq transformou o antigo banheiro de empregada no divertido lavabo, com papel de parede e adesivo indicando a abertura da porta de correr.

O cimento queimado contrasta com os metais contemporâneos e a cuba triangular (Deca), apoiada sobre a bancada de travertino romano bruto (Marmoraria Itapemirim). Além do design, a bacia sanitária suspensa foi escolhida para resolver a passagem do esgoto pela parede. Concepção do Bistrô de Reformas.

A pouca área disponível levou Gil Melo, do Galeria Arquitetos, a posicionar o lavabo de 0,85 x 2,20 m sob a escada em leque da casa. Para ganhar altura, rebaixou-o dois degraus em relação ao nível do térreo e usou bacia com saída de esgoto horizontal.

Dois painéis de vidro fixo, colocados em L, concedem luz natural e vista para o verde neste lavatório assinado pelo escritório Sidonio Porto Arquitetos Associados.

Tijolinhos pintados, piso de cumaru e granito rústico (Pagliotto Pedras de Cantaria) dão charme envelhecido ao espaço elaborado pela arquiteta Sandra Sayeg Tranchesi.

A iluminação zenital realça a bancada de concreto e os ladrilhos hidráulicos (H&T Cerâmica) a proposta do escritório Triptyque.

Cada ambiente molhado deste apartamento recebeu uma tonalidade: no lavabo, nuances esverdeadas cobrem tanto o piso de rocha sintética (Silestone) quanto as paredes e a divisória de compensado naval, todas pintadas de tinta epóxi. “O reboco precisa estar perfeito para um visual uniforme”, recomenda Sarkis Semerdjian, do escritório Pascali Semerdjian Arquitetos.

O vão envidraçado de 40 cm, no alto, fornece luz natural ao lavabo, revestido de pastilhas de vidro branco. A ventilação se dá através da escotilha na parede de concreto. “Recortamos a divisória com uma máquina e encaixamos ali a portinhola de chapa de ferro pivotante”, explica Fernando Viégas, do Una Arquitetos.

O esmalte azul com alto brilho destaca as paredes na reforma capitaneada pelo escritório Lacaz & Broggin. O deck de cumaru, ao fundo, cobre uma antiga jardineira e serve de apoio.

O pequeno jardim embeleza o lavabo na proposta do arquiteto Gui Mattos. Aberta, a área multiplica a claridade.

Feitas sob medida, a cuba de rocha sintética, com válvula oculta, e a bancada de peroba compõem o ambiente do arquiteto Erick Figueira de Mello. Atrás do espelho, fitas de led criam iluminação intimista.

O designer de interiores Diego Ferreira optou por uma solução prática e original: fez os desenhos geométricos nas paredes e os pintou de três tons de látex cinza e um de verde-limão para contrastar.

Matéria publicada na revista arquitetura & construção em maio de 2015 Amanda Sequin.