English Version

SALAS: ÁREA DE CONVIVÊNCIA

17/06/2015

Salas, muitas vezes com mais de uma função, ganham destaque nesta edição da mostra, com ambientes amplos e móveis criados especialmente para a ocasião.

Espaços para conviver, e muitas vezes com múltiplas funções, as salas apresentadas valorizam o mobiliário nacional, seja na forma de peças grandes nomes do design da época, em móveis de jovens designers ou até mesmo em criações desenhadas para a mostra.

É o caso do Living do colecionador Brasileiro, projetado pela arquiteta Flávia Gerab com a declarada intenção de destacar a história do mobiliário moderno no Brasil. No espaço da Anexo Arquitetura, uma única estante de madeira nogueira integra os espaço de estar e jantar. No Lounge Vintage, de Antônio Ferreira Junior e Mario Celso Bernades, uma poltrona de Jorge Zalszupin divide espaço com criações de autores anônimos dos anos 1950 e 1960.

No Lougue Vintage, poltrona de Jorge Zalszupin de madeira e couro bege. O sofá é de 1950.

Estante de jacarandá e poltrona Longwave, da Micasa.

Um dos ambientes do Espaço da Famíli, assinado por Francisco calio, com móveis de Dunelli ouse.

Living do Colecionador Brasileiro, de Flávia Gerab, com móveis de época da Passado Composto e mesa de centro do Estúdio Nada se Leva.

No projeto da Anexo Arquitetura, a grande estante de madeira nogueira, com espaço até para a lareira, integra estar e jantar.

O arquiteto Bruno Gap desenhou a maioria dos móveis de sua Biblioteca de Estar.

O espelho no teto ‘amplia’ o corredor.

A Sala Íntima de Paula Magnani.

matéria publicada no jornal O Estado de São Paulo em 24 a 30 maio de 2015.