English Version

EXPERIÊNCIA COLETIVA

05/05/2015

A fachada foi carbonizada pela técnica japonesa conhecida como shou sugi ban.

Fruto de concurso do Space Placemaking and Urban Design (Spud), o The Observatory leva a assinatura do londrino Feilden Clegg Bradley Studios. De lariço siberiano e pínus, a cabana de 16 m² ganhou painel solar (que alimenta a única lâmpada), aquecedor a lenha,coletor de chuva e tapeçaria de sisal. Ao longo do ano, seis profissionais ocuparão o módulo alternadamente por dois meses. Agora no Winchester Science Centre and Planetarium, em Hampshire, a instalação abriga até o fim deste mês Sean Harris, artista e produtor de cinema.

O artista multimídia Simon Ryder inaugurou o espaço, onde desenvolveu obras gráficas.

matéria publicada na revista arquitetura & construção em abril de 2015 .