English Version

É HORA DE GUARDAR ÁGUA

28/04/2015

Movimento incentiva construção de cisternas para amenizar crise hídrica e economizar na conta de água.

Em tempos de crise hídrica, se a chuva não consegue dar fôlego aos grandes reservatórios, ao menos abastece aqueles no quintal. As cisternas domésticas se tornaram uma carta na manga para driblar a falta de água, aproveitar os recursos naturais e economizar na conta no final do mês. Criado em 2014, o movimento Cisterna Já incentiva construção de minirreservatórios de 200 litros, que podem reduzir em até 50% o consumo de água tratada em uma residência.

O site da iniciativa indica instaladores e ensina passo a passo a construir as cisternas, parte de um sistema simples para coletar a água de calha das casas e filtrar folhas, galhos e outras impurezas do telhado. Um grupo de discussões online serve de instrutor coletivo e também ajuda a organizar mutirões para ensinar pessoas interessadas. “A proposta é aprender e passar a experiência adiante”, explica o engenheiro Guilherme Castagna, um dos ativistas. A legislação brasileira prevê que a água coletada das cisternas, mesmo tratada, pode ser usada apenas para fins não potáveis, como na limpeza da casa, descarga sanitária e para regar plantas. “Só com essas atividades se pode reduzir pela metade o consumo mensal de água, reservando o uso da água das companhias de abastecimento apenas para o que for realmente necessário, como cozinhar, lavar roupas e tomar banho”, afirma Castagna.

matéria publicada na revista Gol por Bruna Cavalini em outubro de 2014.