English Version

DESIGN: ABAIXO A RAZÃO

07/04/2015

Mergulho no inconsciente rende e desenhos livres de lógica e cheios de humor
A virada do século 20 engavetou o visual comportadinho do mundo clássico, e ousadas formas de representação assumiram o trono da modernidade. A realidade passou a abraçar o sonho se arremessando nos abismos descortinados por Sigmund Freud (1856- 1939), o pai da psicanálise. O universo do surrealismo ignorou as leis da física, desrespeitou qualquer tradição e invadiu o terreno do fantástico ao atribuir alma a objetos inanimados. “Tudo o que é contraditório cria vida” ensinou Salvador Dalí (1904-1989), pintor, escultor e o maior profeta desse apocalipse estético. Depois disso, a permissão para criar loucamente nunca mais foi negada, como prova a seleção destas páginas. Aprecie sem medo.

Ovo que se abre
A fim de driblar restrições legais belgas a um anexo residencial, o estúdio dmvA imaginou esta estrutura de madeira móvel, finalizada com lâmina de poliéster. Uma das extremidades se abre e forma uma varanda. Em exposição na Verbeke Foundation, em Malinas.

À LA DALÍ
O projeto da poltrona de bronze polido Leda traz a assinatura do surrealista. Em 1990, o móvel entrou em produção com base em protótipos do escultor Joaquim Camps. Custa EUR-13,7 mil (sem taxas), na BD Barcelona design.
MARCA REGISTRADA

A coleção tema e variazioni (Ceramica Bardelli) traz imagens do artista italiano Piero Fornasetti (1913-1988) inspiradas no rosto da soprano Lina Cavalieri (1874-1944). São 20 modelos de azulejo (1875-1944) São 20 modelos de azulejo (10x10 cm). Por R$ 150 a unidade, na Officina delle Pietre.

Gotas inseridas em furos na cúpula de vidro mantêm a vida dentro do Domsai (11 x 24 cm), invenção do italiano Matteo Cibic. Há vários modelos EUR-125 cada um Devido á legislação internacional, vem sem planta.

Feito à mão, o sapato Stork, do israelense Kobi Levi, traz salto fino (12 cm) que imita as pernas da cegonha. Em edição limitada, vale US$ 1 960 (sem taxas de envio), no e-shop do designer.
REALISMO MÀGICO

Jake Phipps bolou as luminárias da linha Jeeves & Wooster Inspirado nos chapéus de elite britânica – item recorrente britânica – na – obra de René Magritte (1898-1967). Com estrutura de aço anodizado e acabamento de feltro de lã, o pendente Bowler (25 cm diâmetro) sai por £ 197, no site do designer.

A JANELA SUMIU
No projeto do escritório português Aires Mateus, a luz e a ventilação entram por claraboias abertas no gramado (protegidas por invisíveis redes de náilon), e alcançam a área social no subsolo. Fechadas e telhado brancos receberam painéis de gesso com tratamento á prova d’água.

PURA ANIMAÇÃO
De bétula, a estante (0,66 x 1,90 m) de Vicent Dust bem que poderia ter saído de um desenho animado. Há 33 cores, fora a possibilidade de customização. Vale US$ 2775 (com taxas de envio).
TEMPO, TEMPO
Produzido pela Can You Imagine , o Melting Clock alude à obra A Persistência da memória, de Dalí. De plástico cromado, a peça (13 x 19 cm) parece derreter. Custa US$ 28 (com remessa), no site da Amazon.

Releitura
O clima excêntrico do Carnaval Veneziano, com suas máscaras, foi expresso no vaso Murana (38 cm de altura) pelo designer Fabio Novembre para a italiana Venini. Disponível nos tons ocre e lilás, está à venda por EUR-2 150.

Matéria publicada na revista arquitetura & construção em março de 2015 por Liège Copstein