English Version

DECORAÇÃO ESTIMULA O TRABALHO COLETIVO

02/04/2015

Escritório em ambientes amplos abertos, com sofás espalhados em diversos lugares, são uma das características comuns a muitas das empresas de tecnologia do Canadá. Localizadas em edifícios com pé direito alto, muitos com jeito de galpão, as sedes dessas companhias procura estimular o trabalho coletivo.

É o caso da Moment Factory , de Montreal, empresa especializada na produção de ambientes multimídia , que combinam vídeo, iluminação, arquitetura e efeitos visuais sonoros. Com clientes como o Cirque du Soleil, Madonna, Disney,Sony e Microsoft, a companhia tem 150 funcionários de diversas nacionalidades, co uma média entre 28 e 32 anos, como conta o diretor de desenvolvimento da empresa, Matei Paquin.

O espaço pretende incentivar a criatividade e a colaboração, fazendo com que os empregados se sintam à vontade. Dois cachorros de funcionários circulavam pelo escritório, enquanto Paquin falava sobre a empresa. Num dos corredores, três skates atrapalhavam um pouco a passagem. Fundada em 2001, a empresa canadense fez em 2012 um espetáculo com iluminação e som na fachada da Sagrada família, a igreja projetada por Gaudí, Barcelona.

Na sede da You.i, em Ottawa, o escritório também é amplo, com pouquíssimas divisórias, contando com alguns sofás confortáveis. “ A ideia é ter um ambiente dinâmico, sem lugares de fixos”, diz Stuart Russel, um dos fundadores e diretor de tecnologia da empresa, que, com o You.i Engine, desenvolve aplicativos de vídeos que funcionam em qualquer aparelho, como tablets, smartphones, consoles de videogame e TVs inteligentes.

O objetivo, segundo Russel, é ter um espaço que seja o mais agradável possível, para estimular a cooperação e a criatividade entre os 103 empregados. Nascida em 2007, a You.i tem como alguns de seus principais clientes a Sony Crackle, a Adobe e a Rogers Communications, que atua nos segmentos de comunicação sem fio, telefonia, televisão a cabo e internet.

Logo na entrada da Dena, em Vancouver, há uma mesa de pigue-pongue, usada com frequência. A empresa desenvolve vídeo-games, tem 90 empregados, a maior parte muito jovem. O ambiente informal é importante e ajuda na produção, diz Kaiser Ng, diretor da Dena.

Matéria publicada no jornal Valor em 21,22 e 23 de março de 2015.