English Version

ILUMINAÇÃO: UM MUNDO DE PARTES E PEÇAS

02/04/2015

Com atenção especial a circuitos e lâmpadas, a linguagem criada pela dupla NeuteChvaicer deixa os componentes á mostra

“Queremos que cada item constituinte do produto seja um elemento plástico forte e aparente”, resume Rafael Chvaicer. Ele e a sócia, Ana Neute, flertam com arquitetura, design de objetos, mobiliário e luminotécnica. Os dois firmaram a parceria em 2010, movidos pela vontade de criar utilitários. Transformaram a edícula da avó de Ana, em São Paulo, numa oficina e seguem ali até hoje dando forma a suas ideias – algumas sob encomendada, como as luminárias desenvolvidas para o restaurante Tuju (acima). “Começamos com muita vontade de colocar a mão na massa, o que ainda é importante para nós. Entretanto, atualmente contamos com fornecedores de serviços como a corte a lazer, tornando possível empregar novos materiais, além viabilizar a reprodução em série”, diz ele. Para de uma nova geração de arquitetos que se empenha em estabelecer marca própria, a dupla cita o movimento moderno como referência. “É nossa tradição mais próxima. Tudo o que se pode fazer, mesmo uma subversão ou traição, parte dali” afirma Rafael.

NEUTECHVAICER

Ana Neute se formou arquiteta em 2011 pela Escola da Cidade, em São Paulo. Trabalhou no Instituto de Madeira da Escola Politécnica Federal de Lausanne (IBOIS-EPFL), na Suiça e colaborou com o paulistano Estudio Manus. Rafael Chvaicer, aluno da faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP), estuda também estética e filosofia da arte.

Matéria publicada na revista arquitetura & construção em março de 2015 por Luisa Cella.