English Version

DESCONTRAÇÃO COM ALMA

12/01/2015

Ele é um arquiteto do mundo. Já badalou no Studio 54 em Nova York, quando, na época, adquiriu uma tela do próprio Andy Warhol, e onde hoje possui escritório. Figurou na lista de 101 Decoradores Top, organizada pela revista norte-americana House Beautiful. Atende clientes no Uruguai, Inglaterra, Portugal e França, com casa de férias mantida em Paris. Mas, ainda assim, escolheu o Brasil como residência permanente. Afinal, diz ele: “Não há lugar melhor que aqui! Para trabalho, relacionamentos e mão de obra”. É essa paixão pela terra natal que se reflete na alegria e descontração, estampadas com muito colorido em suas criações. O amor ao país já foi declarado em seu livro “Adoro Brasil” e outro, com colagens e memórias, acaba de ser lançado.

Sig Bergamin nasceu em Mirassol, interior de São Paulo. Hoje, possui residências em Nova York e Paris, mas a que chama de lar fixo fica na capital paulista, no bairro Jardim América. Graduado pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo de Santos, e com mais de trinta anos de experiência na área, atua tanto com projetos de interiores como arquitetônicos e, na lista de clientes atendidos, o que não faltam são personalidades e celebridades. Mantidos na descrição, é claro. Na década de 80, iniciou sua carreira internacional em Nova York, atendendo clientes brasileiros que estavam adquirindo imóveis por lá. Daí para frente, seu trabalho passou a ser solicitado em países da Europa e no vizinho Uruguai.

Tantas vivências já renderam três livros com coletâneas de seus projetos, o quarto deles, diferente dos anteriores, traz uma espécie de diário revelado, com fotos e relatos de momentos especiais. Um site com sua curadoria, o Sig In, lançado em 2013, é constantemente atualizado com inúmeras sugestões feitas por ele. Criado no formato de link list, só com imagens, basta clicar para saber a origem dos objetos de arte e design que ele amou, o hotel que visitou há pouco e está indicando, ou até uma reportagem que leu. “Nunca vai ter algo em que eu não assine embaixo. Pode ser até uma pizzaria simplérrima que eu goste”, declarou o arquiteto, em entrevista ao Glamurama.

Além da decoração e arquitetura, leva sua assinatura para o design de produtos, como vasos e tecidos, onde suas predileções, como estampas, texturas, cores e traços orientais são, literalmente, materializados. Seu estilo ousado e feliz, no qual ele deixa a imaginação correr solta, com a aplicação de muitas cores alegres e misturas de materiais e elementos, é internacionalmente reconhecível e reconhecido. Ou seja, Sig Bergamin é, sem sombra de dúvidas, uma grife da decoração.

www.sigbergamin.com.br e www.sigin.com.br

Sua própria casa é um espelho de seu trabalho. Qual seria, então, o estilo que mais agrada Sig Bergamin?

O estilo que mais me agrada é o que te acolhe, que tem a cara da pessoa que mora, que traz lembranças, que emociona.

Que objetos na sua opinião são essenciais na decoração de interiores?

Um bom sofá, almofadas, livros...

E obras de arte? São fundamentais? Como escolher e não errar?

São fundamentais! Mas não precisam ser obras necessariamente caras, de artistas renomados. Em geral, não tem como errar nas obras de arte, elas não precisam combinar.

Você não tem receio de usar cores fortes, estampas florais e elementos mais rebuscados e clássicos. Como você consegue chegar num conjunto tão casado sem sobrecarregar?

Eu me permiti arriscar, correr riscos, durante os mais de 30 anos de profissão. Com isso, aprendi um pouco dessa “arte”.

Existe certo ou errado na decoração?

Acredito que certo ou errado não, mas, sim, adequado ou não.

O que você não usa de jeito nenhum em um projeto seu?

Acho que nada... Tudo pode ser usado! Tudo é permitido!

É possível chegar a resultados brilhantes sem grandes investimentos? Como se faz isso?

Claro que é possível, mas é preciso uma busca maior. Ter paciência e conhecimento de bons lugares para se garimpar objetos.

Você acaba de lançar o quarto livro de sua carreira, o Sig Style. O que este traz de novo em relação aos anteriores? São textos e fotos feitos por você mesmo?

Sim! Este livro é uma compilação de momentos da minha vida: viagens, festas, amigos, projetos... Nada “organizado”, é um registro das minhas memórias!

Além da decoração e arquitetura, você cria produtos como vasos e tecidos. Conte um pouco sobre esse seu outro talento.

Eu sempre tive uma grande atração por estampas, texturas, cores ligadas ao oriente, e sempre uso esses elementos nos meus projetos. Com isso, acabei recebendo convites para desenvolver produtos com a minha cara.

Matéria publicada na Revista Visual & Design edição 53º em janeiro de 2015 por Viviane Freitas.