English Version

DOIS EXEMPLOS DE PARQUES PÚBLICOS: UM EM MOSCOU E OUTRO EM NOVA YORK

08/01/2015

Regina Myer, do Brooklyn Bridge Park (BBP), em Nova York, e Brian Tabolt, do Zaryadye Park, em Moscou, contaram sobre suas iniciativas no último Arq.Futuro.

Gestão moderna. À beira do East River, o BBP busca um modelo financeiro autossustentável. Hoje, a concessão para eventos já produz renda. Mas o conselho de administração do parque, presidido por Regina Myer, apoia a proposta da prefeitura para criar habitações: prevê-se, ali, a construção de edifícios residenciais e comerciais, além de um hotel. Isso aumentaria o arrecadamento e garantiria a manutenção da área de 343 mil m² no futuro.

Visual híbrido. Segundo Brian Tabolt, do Diller Scofidio + Renfro, o Zaryadye Park, de 52 mil m², não será só um pedaço de natureza dentro da capital russa mas também a combinação de elementos associados à cidade e ao verde numa paisagem surpreendente, com atmosferas distintas. Extensão de pesquisa iniciada pelo escritório em seu projeto do Highline Park, em Nova York, a intervenção repensa a suposta oposição entre os sistemas biológico e mecânico nos espaços públicos.

Presente sustentável. Cabines espelhadas e cubas no vão livre da estrutura de madeira de 37 m² marcam a ideia de Gabriela Rocha Andrade, vencedora do Concurso Deca Estudos de um Banheiro. Agora, será implantada na comunidade do Vidigal, no Rio de Janeiro.

Matéria publicada na revista arquitetura & construção em dezembro de 2014.