English Version

OS 10 TEDS MAIS IMPORTANTES DE 2014

06/01/2015

Apresentações que definiram o ano que estamos e podem moldar um futuro melhor

2014 foi um ano grande para muitos setores do dia a dia e 2015 tem tudo para continuar mostrando avanço em diversas outras áreas. E o que mais se precisa para 2015? Inspiração.

De acordo com a Inc, esses 10 TEDs definiram o ano que se encontra próximo de seu fim e podem moldar um futuro melhor. Confira:

Bill e Melinda Gates: Porque partilhar nossa riqueza foi uma das melhores coisas que já fizemos

Após uma viagem à Africa em 1993, Bill e Melinda tiveram suas vidas mudadas. Utilizando o conhecimento de Bill e a filantropia inata de Melinda eles tentam convencer outros a doarem sua foturna à causa. Warren Buffett, por exemplo, doou 80% de sua foturna a Fundação Gates.

"Essas pessoas criaram seu próprio negócio, colocaram sua ingenuidade atrás de incríveis ideias. Se elas usarem suas ideias e cérebros na filantropia, elas podem mudar o mundo", diz Melinda Gates.

Sarah Lewis: Aceite a quase vitória

Através de metáforas, a historiadora Sarah Lewis fala sobre a celebração da "quase vitória": errar sem perder de vista o foco. De Michelangelo a Kafka, quase conseguir dá a líderes e competidores a tenacidade para tentar novamente.

"O conhecimento está em alcançar, não em chegar. Está em sempre querer diminuir a distância entre onde você está e onde você quer chegar", diz Lewis.

Edward Snowden: Aqui está como nós tomamos a Internet de volta

Através de um robô com uma televisão acoplada, Edward Snowden fez uma rara aparição pública para o TED. Com detalhes precisos das táticas e programas da NSA, incluindo alguns que foram escondido até do Congresso, ele chegou até a rebater o argumento do "se você não fez nada de errado, você não precisa se preocupar".

"Nós temos um direito a privacidade porque nós reconhecemos que confiar à alguém, qualquer autoridade governamental, com toda a forma de comuniação humana em segredo é uma tentação muito grande para ser ignorada", diz Snowden.

Tim Berners-Lee: Uma Magna Carta para a Internet

25 anos depois da invenção da "World Wide Web", Tim Berners-Lee falou sobre futuro no TED, principalmente censura, privacidade e segurança. "Eu quero uma rede que não seja fragmentada em diversos pedaços. Quero uma rede que tenha uma boa base democrática, que eu possa ter privacidade e que tenha uma base infinita para inovação".

Keren Elazari: Hackers: O sistema imunológico da Internet

De cyberpunks a ativistas políticos, o papel do hacker na sociedade teve uma mudança nos últimos anos. A especialista em segurança Keren Elazari estudou essa mudança e definiu os hackers como o sistema imunológico do mundo digital, expondo fraquezas dos sistemas para deixá-los mais forte.

David Brooks: Você deveria viver pelo seu currículo?

O colunista do New York Times e escritor Davide Brooks toca no famoso conflito entre os feitos externos e a satisfação interna, mostrando porque devemos buscar uma melhor elegia do que um melhor curriculo.

"A lógica externa é uma lógica econômica: risco leva à recompensa. A lógica interna é uma lógica moral e ás vezes até inversa: dar para receber", diz ele.

Larry Page: Para onde o Google está indo

Um dos fundadores do Google e seu atual CEO, Larry Page discute o que está no futuro da gigante empresa. Entre esse futuro estão smartphones com inteligência artificial, balões provedores de internet Wi-Fi e veículos autômatos.

"Eu não acho que podemos ter uma democracia se estivermos que proteger você e nossos usuários do governo por coisas que nunca falamos sobre, diz ele se referindo ao caso de Edward Snowden.

Simon Sinek: Porque bons líderes te fazem se sentir seguro

Simon Sinek é um expert da área de liderança, que nesse TED toca na necessidade humana de se sentir seguro. E o mundo dos negócios é repleto de perigo: uma economia instável, um mercado de ações flutuante, competidores famintos. E o líder é quem vai impedir que tudo desande.

"Quando um líder faz a escolha de deixar a segurança e a vida das pessoas dentro da organização em primeiro, sacrificando seus confortos e resultados tangíveis, para que assim as pessoas que ficam e se sentem seguros sintam como fazem parte, coisas maravilhosas acontecem" diz Sinek.

Elizabeth Gilbert: Sucesso, falha e a vontade de continuar criando

"Comer, Rezar e Amar" é a definição moderna de sucesso literário: uma constante na lista de mais vendidos quando saiu, e chegou a ganhar uma adaptação cinematográfica estrelada por Julia Roberts. Mas Elizabeth Gilbert, autora do livro, se viu presa, sufocada pelo próprio sucesso que havia criado, chegando a pensar até em não escrever nunca mais.

"Eu tive que achar uma maneira de fazer com que minha criatividade sobrevivesse ao seu próprio sucesso", ela disse. "E eu achei no lugar mais inesperado e impossível. Eu achei em lições que já havia aprendido sobre como a criatividade pode sobreviver a sua falha".

Margaret Gould Stewart: Como sites gigantes são feitos para você (e outros bilhões de pessoas)

O botão de "like" do Facebook é visto ao redor 22 bilhões de vezes por dia, fazendo ser um dos ícones mais vistos do mundo. Margaret Gould Steart, diretora do time de design do Facebook, falou sobre isso no décimo TED da lista.

"É arte e ciência. Nós usamos informações para nossas decisões, mas também usamos muita interação, pesquisa, intuição, empatia humana", disse ela.

Matéria publicada no site www.administradores.com.br