English Version

LEROY MERLIN VAI INVESTIR R$ 2 BI

16/12/2014

A Leroy Merlin, maior rede de materiais de construção e produtos para casa no país, montou um plano para acelerar a expansão local que deve levar a empresa a abrir uma loja a cada dois meses no Brasil, em média, nos próximos cinco anos. Com base no projeto já aprovado pelos controladores, estão previstos investimentos de R$ 2 bilhões entre 2015 e 2019 (a rede diz que foram desembolsados R$ 1,3 bilhão nos últimos cinco anos) e atingir 100 lojas em 2025 (atualmente são 32 pontos).

Até o fim de 2019, a varejista espera operar cerca de 55 unidades no Brasil – portanto, média de cinco inaugurações ao ano (cada abertura exige desembolsos de cerca de R$ 80 milhões). Em 16 anos de operação no Brasil, a rede abriu 32 pontos – em 2014, foi feita apenas uma abertura, em São José (SC), e uma reinauguração.

Além disso, os sócios controladores do grupo francês Adeo consideram hoje a hipótese de trazer novos formatos de varejo ao país, disse ontem franco-brasileiro Alain Ryckeboer, diretor-geral da Leroy Merlin no país, em entrevista na sede da rede. O grupo Adeo, com € 16 bilhões em vendas em 2013, controla as redes de lojas de vizinhança Aki, Bricocenter e Weldom, além da rede de decoração Zôdio.

Dentro do plano já aprovado, foi decidida também a entrada da empresa no comércio eletrônico. A partir da próxima segunda-feira, a Leroy Merlin começa a vender pela internet, com 2 mil itens na loja virtual. Ao fim de 2015, a previsão é ampliar para 30 mil produtos, até atingir, nos próximos anos, a marca de 60 mil itens (volume médio de uma loja física).

Matéria publicada no jornal Valor Econômico em 04/12/2014