English Version

FABRICANTES DE MÓVEIS DO RS TERÃO RESULTADO NEGATIVO EM 2014

03/11/2014

A indústria moveleira do Rio Grande do Sul deverá registrar retração neste ano, de acordo com a Movergs (associação das empresas do setor do Estado).

A projeção é de uma queda de 2% na produção. Em 2013, o resultado havia sido uma alta de 6,8%.

O faturamento deverá crescer nominalmente ao redor de 7,5%. "Mas a inflação do nosso setor está acima do IPCA. Utilizamos muita matéria-prima importada, cotada em dólar", diz o presidente da entidade, Ivo Cansan.

"No final, deveremos ter um recuo na receita."

No ano passado, o faturamento real das moveleiras gaúchas avançou 4,1%, somando R$ 6,7 bilhões.

"As famílias estão endividadas demais e os juros subiram muito. Os consumidores perderam a confiança e acabaram cortando gastos", acrescenta Cansan.

45 mil é o número de empregados pelo setor no Rio Grande do Sul

18,6% do faturamento da indústria moveleira brasileira concentra-se no Estado

2.580 são as empresas no RS

Matéria publicada no jornal Folha de São Paulo em 02 de Novembro de 2014