English Version

MESAS COM TEXTURA DE MADEIRA

30/09/2014

Designer usa vestígios do material em sua coleção

A madeira sempre foi um dos materiais mais tradicionais usados na fabricação de móveis, e não é de se estranhar que o designer Peter Marigold tenha encontrado nela o ponto de partida para a sua nova coleção Wooden Tables, exposta na Galeria Libby Sellers, durante o London Design Festival e a Frieze Art Fair. Mas, ao contrário do que se possa imaginar a partir do nome escolhido para as peças – algo como Mesas Amadeiradas, em tradução livre –, nenhuma delas têm o material em sua composição.

Como um desdobramento de um trabalho anterior, batizado de Wooden Forms, o designer e escultor londrino usa a matéria-prima apenas como uma espécie de fôrma. Em uma tábua, ele aplica camadas aleatórias de cera que, quando secam, acabam com a textura natural da peça. Os pedaços de cera, por sua vez, são unidos em uma nova fôrma que serve de recipiente para um material mais resistente. Nas obras anteriores, de 2011, esse processo originou grandes vasos que, mesmo provenientes de um único molde, tornaram-se peças únicas.

As Wooden Tables nascem do mesmo processo. Uma grande fôrma é feita das impressões de cera e, ajustando o material usado – principalmente Jesmonite, uma mistura de gesso e resina acrílica – ou pedaços que criam a fôrma. "O resultado final é um amálgama de momentos. As formas são 'amadeiradas', já que são criadas usando madeira, e não feitas desse material. As mesas referenciam a madeira como um verbo, e não como um substantivo. O resultado é dinâmico, e nada engessado", conta Marigold.

Materia publicada no blog Casa Vogue em 30 de Setembro de 2014 por Michell Lott | FotosGideon Hart| Cortesia Gallery Libby Sellers