English Version

PUBLICIDADE PAGA DESPESAS BÁSICAS DE 'CASA-OUTDOOR' EM PROTÓTIPO EUROPEU

28/08/2014

Uma pequena casa prática e funcional para pessoas sem-teto, cujas despesas básicas são financiadas com propagandas na fachada.

Essa é a proposta que o estúdio de arquitetos Gregory AD Solutions lançou na cidade de Banská Bystrica, na Eslováquia.

Em 18 metros quadrados, o morador encontrará quarto, cozinha, banheiro e um pequeno escritório. A distribuição em dois níveis ajuda a ampliar a área útil.

A ideia é que as casas sejam instaladas perto de estradas, em formato triangular para facilitar a visão em ambas direções, e fabricadas com madeira, alicerces de concreto e compensado. O custo total estimado é de 5 mil euros (cerca de R$ 15 mil)

"Pensamos, primeiro, nas pessoas sem-teto, já que a renda das publicidades deveria cobrir as despesas com energia", explicou Matej Nedorolik, estúdio Gregory AD Solutions.

A renda com o painel publicitário, de cerca de 150 euros por mês (R$ 451) na região, seria usado para cobrir os gastos com a eletricidade para a iluminação do cartaz e as despesas com a energia da casa.

Os protótipos atuais têm acesso a redes de água e eletricidade, exigindo, portanto, infraestrutura básicas. Nedorolik pondera que a proximidade das "casas-outdoor" com rodovias e estradas pode criar problemas aos moradores devido não só aos ruídos, mas também à segurança.

"Há mais riscos devido aos altos limites de velocidade, ao contrário dos bairros, onde a velocidade máxima é de 50 km/h, e das estradas secundárias com 90 km/h", argumenta.

Matéria publicada no jornal Folha de São Paulo em 24 de Agosto de 2014