English Version

ORGANIZE SEUS SAPATOS: SEIS IDEIAS DE SAPATEIRAS

09/07/2014

É muito comum as pessoas terem mais sapatos do que lugar para guardá-los. Estas ideias ajudarão você a criar área extra para armazenar seu salto alto e o tênis preferido.
Um dos desafios de Débora Durigon neste projeto era desafogar o closet da moradora. Por isso, a arquiteta criou um móvel híbrido, que, além de abrigar calçados, serve de aparador para TV e objetos. Dividida em três partes,a peça (execução da Regiani Móveis) traz prateleiras retráteis – os vãos entre as bandejas variam de tamanho conforme o tipo de sapato. Nas portas, as ripas abertas foram pensadas para ventilar o interior. O móvel tambémtem seu lado sustentável: “Se chegarem novos pares, alguns antigos precisarão ser doados”, brinca Débora.
Capriche na organização
? Quer incrementar o jeito como você guarda os calçados? O arquiteto Marcelo Rosset sugere instalar prateleiras deslizantes num armário existente. “Elas permitem visualizar melhor os modelos”, diz. Consulte o marceneiro para saber se a estrutura do móvel aguenta receber as novas ferragens.
? Home centers são ótimos locais para encontrar organizadores que fazem render o espaço, como prateleiras aramadas, casulos de plástico ou madeira e até uma espécie de bolsa com divisórias para pendurar atrás de portas. A arquiteta Cristina Barbara indica uma caixa de tecido rígido em formato de mala, com divisões internas e tampa de plástico. “Essa peça pode ser colocada, inclusive, sob a cama”, afirma.
? Pares de sapato baixo podem ser armazenados no estilo macho e fêmea: com um pé virado sobre o outro (calcanhar sobre ponta), como ensinam as arquitetas Ana Rozenblit e Sabrina Salles. Assim, cabem dois no lugar de um.
Seus pares sempre limpinhos
? Os sapatos levam para casa a sujeira da rua. Não dá, portanto, para colocá-los no armário sem uma boa faxina antes. Além de limpar a sola com pano úmido e desinfetante, o curador da loja Stiledoc, Tadeu Nasser, ensina um truque: “Deixo o calçado arejar fora do móvel por pelo menos 24 horas, tempo necessário para tirar a umidade da palmilha”, afrma. Ele também procura manter a porta da sapateira aberta durante o dia.
? A fim de evitar o surgimento de odores, a arquiteta Érica Salguero dá sua receita: “Passe bicarbonato de sódio ou talco antisséptico no interior do sapato e, depois, retire o excesso com um pano seco. O processo reduz a proliferação das bactérias causadoras de mau cheiro”, conta ela.
? Outra ideia que Érica compartilha é instalar nos armários desumidifcadores de ar elétricos, próprios para o interior de móveis. “Esses aparelhos têm ação antimofo, o que contribui para a conservação dos calçados, aumentando sua vida útil”, explica.
Matéria publicada pela revista Casa Claudia em Julho de 2014.