English Version

CANTO DA BAGUNÇA VIRA HOME OFFICE COM MARCENARIA CAPRICHADA

25/06/2014

Marcenaria nova cria espaço para todos os livros e revistas do casal e também permite que as dois trabalhem juntos - mas cada um com seu espaço.
Como muitos jovens que compram o primeiro imóvel, a jornalista Lara Muniz e o marido tiveram de esperar um respiro financeiro antes de mobiliar o apartamento, em São Paulo. Dois anos após a mudança, eles conseguiram, enfim, adquirir as peças que desejavam. Foi quando o quarto de hóspedes virou home office. “Como temos muitos livros e revistas, precisávamos de um espaço para organizar tudo e trabalhar”, lembra Lara. “O projeto de marcenaria da arquiteta Marina Barotti seguiu todas as nossas exigências e ficou perfeito”, comemora.
O lugar de cada coisa



- A única modificação do ambiente foi a troca dos itens antigos pela marcenaria nova. Os compartimentos com portas e as gavetas da estante servem para armazenar livros mais queridos e papéis, deixando a “bagunça” escondida. Repare que a assimetria dos nichos quebra a monotonia.

- Com o mesmo comprimento que o do armário de roupas, os tampos das mesas ficam com 50 cm apoiados na estante. As bancadas espelhadas permitem que o casal trabalhe junto, respeitando o espaço de cada um. “Em ambientes menores, isso não seria possível, mas, ali, deu certo, e sobrou uma boa área de circulação”, explica a arquiteta.

- A escolha dos acabamentos levou em conta a cor do piso original, de taco de peroba-rosa. Para que os tons não brigassem, a opção foi por utilizar duas nuances neutras.

- O colorido surgiu com os livros e objetos. “Foi uma surpresa! Só quando os colocamos na estante é que percebemos o quanto eles alegravam o espaço”, revela Lara.
Matéria publica pela revista Arquitetura e construção em Junho de 2014.