English Version

REFORMA: CONSERTO DEFINITIVO

24/06/2014

Reforma em oficina de moto cria casa espaçosa na Espanha

Em Terrassa, na Espanha, ampla reforma converte uma antiga oficina de motos nesta charmosa e espaçosa casa.

Uma folha pivotante separa a cozinha da suíte do casal. Teto, piso e portas de carvalho respondem pelo ar de aconchego. As esquadrias são de alumínio. Note que a parede de tijolos, em frente, ficou sem acabamento para preservar o caráter rústico. Projeto de Egue Y Seta.
Aqui existia uma oficina particular de motocicletas– dá para acreditar? Mas a paixão do proprietário por motos sucumbiu ao desejo do filho de transformar o endereço num loft para ele e sua mulher. Animado com as mil e uma possibilidades do espaço de 220 m², o jovem casal convocou o escritório espanhol Egue y Seta e pediu uma morada fluida, em que as barreiras visuais se restringissem apenas à suíte. Em resposta, os designers de interiores Daniel Pérez e Felipe Araujo idealizaram um jardim central, ao redor do qual distribuíram todos os ambientes. Como o futuro morador tinha forte relação afetiva coma garagem do pai e muitas memórias do lugar, que frequentou desde pequeno, incluir referências à atmosfera industrial se tornou premissa do projeto de reforma. Daí vieram canos aparentes, tijolos descascados, luminárias de ar fabril. Foi uma reformulação e tanto: depois de dez meses de obra, sobraram da antiga mecânica somente as paredes estruturai se a fachada, mantida com suas feições originais. Lá dentro,surgiu este refúgio, marcado por boas ideias de distribuição,revestimentos e iluminação, misturadas com equilíbrio.É evidente o aspecto cru desejado pelo casal, mas se destaca, sobretudo, o tom acolhedor, realçado pela madeira, que percorre diversos pisos e paredes. Bem colocado, o material compensa a aparência fria dos metais e do cinza do concreto, que tinge parte do piso e o teto da ala social. Interligada à cozinha, a sala de estar foi definida por um truque simples, porém preciso: acomoda-se 72 cm abaixo do nível do chão, o que garante a sensação de aconchego. Da ilha, mal se avista o sofá embutido, descendo três degraus. Outra estratégia valiosa de Daniel e Felipe diz respeito ao pé-direito. Para conquistar mais 80 cm na altura, os dois retiraram o acabamento de gesso, sem se preocupar em expor as vigas. A tudo isso se soma o cuidado com a iluminação, posicionada em pontos estratégicos, que cria climas especiais e evidencia a volumetria da caixa de carvalho no centro da planta. Nada se compara, no entanto, à surpreendente sala de banho,devassada pela vidraça que a liga ao jardim. Parece estranho? Pois, na busca de bem-estar, a privacidade ficou em segundo lugar – o prazer de um banho relaxante em meio ao verde, a sensação de liberdade e a noção de amplitude da proposta falaram mais ao coração do casal, que vive sozinho e não se amedrontou a ter o banheiro visto de qualquer ponto da residência. De medidas superlativas, a ducha está lá, bem no centro do ambiente e próxima da bancada colada à vegetação, para endossar o ousado e sedutor plano. Verdadeira ode à intimidade.
Matéria publicada pela revista Arquitetura e Construção em Junho de 2014.