Marcenaria decifrada

Qual é a madeira ideal para ser usada em armários de cozinha e banheiro?

Para o marceneiro Piero calo, o compensado laminado revestido, interna e externamente, de acabamento melamínico (como os da Fórmica) é o mais indicado, já que esse revestimento protege o móvel contra a umidade. “Use o de 15 mm de espessura para as estruturas. Ele assegura uma boa instalação das prateleiras. Para as portas e prateleiras, o de 18 mm é perfeito para acomodar puxadores, dobradiças e perfis”, explica. A design de interiores Andréa falcão, que foi proprietária de uma marcenaria durante cinco anos,sugere que os armários embaixo de pias sejam feitos sem fundo, ou seja, sem encostar na parede. “facilita a manutenção caso aconteça um vazamento na parte hidráulica”.

Onde o MDF pode ser usado?

“Apenas nas áreas secas, sem contato com água, sol e umidade”, afirma o marceneiro Mauro marchesini. Segundo ele, esse material feito de fibras de madeiras resinadas prensadas a altas temperaturas é armários. “Inclusive para os armários de cozinha que estiverem longe da pia.”

Quais são as medidas certas das prateleiras?

Dependendo do uso. Segundo Piero calo, as de livros, a profundidade ideal é 35 cm, com montantes a cada 1 m, no máximo. Pode se usar o compensado chapas feitas de lâminas de madeira prensadas e coladas em sentidos diferentes para não empenar de laminado de 20 mm de espessura ou madeira maciça de 30 mm. A profundidade delas nos guarda roupas é diferente. “Deve variar entre 53 e 60 cm e as divisórias são instaladas a cada 1 ou 1,20 m.” Nesse caso, aposte no compensado laminado de 15 a 20 mm. As estantes que recebem objetos decorativos precisam de profundidade entre 20 e 35 cm com montantes e cada 1 ou 1,20 m. “Faça de compensar laminado, entre 15 e 30 mm, ou de madeira maciça de 30 mm”, sugere Piero.

Como ter os armários livres de mofo?

O marceneiro Paulo seiki avisa: “Veja se a ,orada esta livre de umidade, lavanderias e cozinhas”. Além disso, tenha em mãos as plantas completas do imóvel. “Caso as instalações elétricas e hidráulicas sejam danificadas, muitos marceneiros não se responsabilizarão”, completa. Andréa falcão aconselha usar o MDF com laminado plástico nas duas faces. “Para baratear, o cliente comete o erro de revestir somente uma face e deixa a outra crua. Isso acorre em fundos de gavetas e armários. Mas o laminado plástico protege as superfícies de reter a umidade, que causa o mofo.” Ainda em relação ao fundo das gavetas, Andréa aposta no uso do MDF de 6 mm de espessura. “Para evitar o empenamento e a desmontagem das peças.Quando possível, deixe um ponto elétrico atrás dos armários para o uso de aparelhos eletrônicos antimofo.

Como escolher as ferragens?

“Fique atento a alguns modelos de ferragens que possam ser apenas modismo, como as corrediças telescópicas. No futuro, se for necessário trocar uma peça, talvez ela não esteja mais no mercado”, avisa Piero calo, que aposta em ferragens, parafusos e dobradiças de latão. “Apesar de oxidar, ele não deteriora tão facilmente naquelas mais usadas porque os valores ainda são muitos altos. Para ela, além de evitar o desagradável som da batida, essas ferragens evitam a perda de alinhamentos e regulagens.”

Quando usar a laca e o verniz?

O verniz deve ser utilizado quando há a necessidade de impermeabilização da peça, em especial as que ficam expostas ao tempo. “Mas ele pode ser aplicado também como acabamento para manter a cor natural da madeira”, avisa o marceneiro André santos, que faz uma ressalva. “ O verniz não é recomendado quando o  móvel recebe outros tipos de acabamento, como o laqueamento e a pintura.” Piero calo lembra que goma laca, seladora e poliuretano são tipos de verniz usados nas áreas internas. “Para móveis de área externa, aconselho também o uso de uma receita de óleo de linhaça, que somente os marceneiros sabem preparar e aplicar”, avisa. Esse óleo preserva as resinas que existem dentro da madeira. Por outro lado, a laca é um acabamento de alto padrão muito delicado. “Deve ser utilizada em móveis de áreas internas secas e em locais onde não esteja exposta a riscos e batidas, como em uma mesa de cozinha”, explica André. Em caso de danos ao móvel, a laca tem de ser refeita.

Quando optar pela madeira maciça?

“Em portas, janelas, móveis e deques as área externa, pois são resistentes ás intempéries”, explica o marceneiro Wilson attuy, que aposta sempre no uso do acabamento stain. “Tem filtro solar e ação contra fungos.”

Por que a madeira empena?

Segundo Mauro marchesini, a madeira maciça empena porque foi serrada e aparada antes de estar devidamente seca. “Já os compensados e o MDF por problemas de umidade ou revestimento indevido, com técnicas equivocadas de acabamento.” Por exemplo: se uma canoa. “O lado sem acabamento fica exposto a mudanças de umidade e temperatura.” Além disso, o empenamento pode ocorrer em chapas de MDF e MDP têm o miolo composto de partículas de madeira resinadas prensadas e bordas feitas de lâminas inteiras, que recebem muito peso. “Em prateleiras de vidros, por exemplo, é indicado ter mais montantes verticais para distribuir melhor o peso”, explica Wilson attuy.

Como deve ser feita a manutenção dos móveis e armários de madeira?

“Precisam ficar em lugares iluminados, ao abrigo do sol e da umidade e mantidos limpos. Limpe com peno seco e não use nunca lustra móvel, pois ele acaba com as resinas internas naturais da madeira, e são elas que a protegem”, explica Piero calo. Segundo ele, em móveis de madeira maciça, deve ser aplicada, uma vez por semana, uma gota de óleo de peroba embebida em uma flanela. Se a madeira estiver engordurada ou com avarias, o tratamento exige mais atenção. “Ela deve ser lixada e depois aplica se o verniz por meio de um profissional”, avisa André santos. Em móveis revestidos de laminado plástico, o assunto é outro. “Use um pano levemente umidecido com detergente neutro”, explica Wilson attuy.

Quais os cuidados na hora de contratar um marceneiro?

A indicação continua sendo imprescindível, mas Piero calo vai além:“ Tente conhecer o trabalho de um marceneiro que tenha sido feito há pelo menos três anos e verifique as condições atuais da peça”. Depois de decidir, em conjunto com o profissional, todos os detalhes do projeto, exija um memorial descritivo dos materiais, com marca dos produtos, dimensões e acabamentos. Em relação aos preços, Piero sugere atenção ao orçamento de um armário por metro quadrado. “Desconfie, pois um armário de 1 m² com duas prateleiras é diferente de um armário de 1 m² cheia de gavetas.” Andréa falcão alerta quanto aos imóvel, como medidas de corredores escadas e elevadores, para que ocorra nenhum problema na hora da entrega. “Observe também as especificações de eletrodomésticos e aparelhos de áudio e vídeo. Elas são fundamentais para determinar vãos, cumprir as exigências técnicas dos equipamentos e que técnicas de marcenaria serão necessárias para a execução do projeto.” Por fim, assine os projetos contratados com todos os detalhes discriminados. “Itens como metragens, acabamentos, ferragens, divisores, fechaduras, cores, formas de pagamentos e prazos devem fazer parte desse documento. O projeto detalhado também indicara onde pontos elétricos, hidráulicos e outros deverão ser instalados. Não se esqueça de verificar se algum dos móveis fechará ou obstruirá algumas dessas instalações”, alerta Andréa.

Matéria originalmente publicada na: Casa Claudia Agosto/2011

Esta entrada foi publicada em Arquitetura, Design, Móveis. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

8 respostas a Marcenaria decifrada

  1. Pingback: Marcenaria decifrada: chega de dúvidas! - Blog Arauco

  2. Tais Lima disse:

    Prezado,
    Um excelente dia!

    Faço parte da empresa AmSe, especializada em locação de extintores e suportes de solo para grandes feiras e eventos como a Formar.
    Queremos nos tornar sua fornecedora oficial!

    Atenciosamente,
    Taís Lima
    http://www.amse.com.br

  3. selma disse:

    boa noite ,gostaria de faze uma pergunta ,vou trocar as portas do meu guarda roupa por portas de correr ,quero saber se eu fizer uma porta de 2,20 por 1,,55 cada porta fazendo de compensado de 15 ela nao enverga com o tempo ,ou tipo nao empena??ou tenho q colocar algo atras da porta .aguardo resposta e agradeço a atençaõ

  4. Euclides correa Filho disse:

    Boa noite ,vou fazer um guarda roupa , cozinha com mdf cru ,depois vou passar stain en todas peça o que voce acha fica bom

    • MAURICIO SIQUEIRA disse:

      Prezado Euclides,

      Agradeço por entrar em contato conosco! O nosso blog publica informações de diversos seguimentos, porém, não temos competência técnica para responder seu questionamento, sugiro que consulte um marceneiro ou a loja que revende o produto stain. Mais uma vez agradeço seu contato.

      Um abraço.

  5. Lesliesmini disse:

    An over-indulgence of anything, all the same something as uncorrupted as water, can inebriate bu6489 http://levtrust.men buy levitra canada no prescription an6487ce7756

  6. exelente site de compras http://www.goodshoop.com.br
    Exelentes produtos de qualidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>