PARA SENTAR, RECLINAR OU DEITAR: ESSA É A POLTRONA MANDACARU

Perfeita para passar horas um livro no jardim ou até mesmo vendo televisão na sala, a criação de Baba Vacaro é a cara do brasileiro

Poltrona 1

Mandacaru: planta arborescente (Cereus peruvianus) da família das cactáceas, com ramos em forma de candelabro, flores brancas ou rosadas e frutos avermelhados, de sabor adocicado; jamacaru, urumbeba, urumbeva.

A mais famosa criação da designer e fotógrafa Baba Vacaro é a poltrona que leva o nome da planta que é cara do nordeste brasileiro. A inspiração veio da flor que nasce do Mandacaru. Efêmera, dura apenas 24 horas e é considerada um dos tesouros do sertão.

Poltrona 2

A estrutura é a cara do povo brasileiro: modular,  desmontável e lavável. Composta por seis almofadas-pétalas conectadas a um miolo-rolo central, a poltrona permite várias configurações para acomodação, adaptando-se a diferentes momentos e espaços.

A peça é pensada para combinar com a descontração que é intrínseca à nós, é feita para ficar no chão, para se esparramar. Um produto simples e desencanado. É exatamente daí que vem o todo o sucesso da Mandacaru: é um produto simples, mas espelha todo o modo brasileiro de viver.

Poltrona 3

Em entrevista à CASA CLAUDIA, Cristina Ramalho, autora do livro “De Traços Abertos”, uma biografia de Baba, conta: “Tudo tem uma coerência incrível, que é o olhar dela. Este é o fio condutor: a perspectiva generosa e enxuta, capaz de sintetizar muita coisa em algo aparentemente simples, mas sofisticado ao mesmo tempo. A poltrona  resume tudo isso. É um símbolo do que vai pela alma de Baba”.

A poltrona Mandacaru é todo o valor e todo peso que carrega.

Matéria publicada por Casa Claudia em 03 de julho de 2017

Esta entrada foi publicada em Design de Interiores, Móveis. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>