A LUZ VEM DE CIMA

Nesta loja paulistana dedicada a arranjos florais, a iluminação natural é protagonista

No ponto mais elevado do pé-direito, a 3,50 m de altura, o rasgo de 1 m de largura fechado com vidro deixa entrar a claridade tão necessária ao ambiente logo embaixo, repleto de plantas delicadas e terrários postos à venda pelo Flo Atelier Botânico. “Quando os donos da marca procuravam um ponto para alugar, encontraram este galpão com o teto envidraçado na parte central, item considerado por outros um problema em função do excesso de luz. Mas, para eles, era perfeito justamente por essa razão”, explica o designer de interiores Diego, diretor do coletivo Epicentro, autor da reforma. A obra se concentrou em manter as qualidades do espaço térreo de 70 m², caso do piso de cimento queimado e da estrutura metálica da cobertura. Entre as interferências, vieram ajustes de elétrica e hidráulica, além da montagem de um trecho especialmente refrigerado, destinado a abrigar o estoque. Na fachada reta e branca, a pintura preta sugere o formato de um telhado tradicional de duas águas, evocando a ideia acolhedora de uma casa.

A luz 1Com 20,50 m de comprimento, a construção estreita (3,95 m de largura) teve paredes laterais ocupadas com estantes de metal e pínus e o centro liberado para a circulação.

A luz 2

Matéria publicada por Arquitetura e Construção em janeiro de 2016

Esta entrada foi publicada em Arquitetura, Corporativo, Iluminação. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>