GESTÃO: NÃO ACEITE UMA DERROTA SEM REAGIR

Como lidar com metas quando há mudança no contexto do mercado, a exemplo de uma crise econômica como a atual, que pode inesperadamente torna-las inatingíveis?

Toda empresa deveria se esforçar para ter algumas poucas metas corporativas e desdobrá-las de tal modo que todas as pessoas tenham as próprias metas e que, a partir delas, desenvolvam seus planos de ação. As metas devem ser, sempre que possível, baseadas em lacunas mapeadas em toda a empresa. De maneira simplificada, uma lacuna é a distância entre os resultados atuais da empresa e o que se considera ideal. Buscar e acumular conhecimento sobre como encurtar essa distância é vital para que se ampliem os horizontes do que pode ser conquistado pela empresa ao longo do tempo pelo esforço de seu pessoal. Todos devem ter pelo menos uma beta baseada nas lacunas detectadas em sua área de atuação e um plano de ação correspondente. Essa etapa é denominada planejamento. Agora quando acontece algo grave e inesperado, sobretudo nos casos em que o contexto do mercado mudou, é preciso, sim, revisar esse planejamento. No entanto, a correção de rota deve alterar a principal meta corporativa. O que deve ser feito é um novo planejamento, com mais esforço naquilo que depende somente da empresa e menor esforço no que depende do mercado. Quando as pessoas fazem esse trabalho, com boa liderança, vontade e garra, coisas milagrosas podem acontecer. O que nunca devemos aceitar é a derrota logo de cara e jogar a culpa em terceiros. Essa atitude não vai resolver seu problema. Em circunstâncias raras, a empresa pode de fato ter sua sobrevivência ameaçada por mudanças drásticas em tecnologia, novos produtos melhores e mais baratos de concorrentes ou grandes movimentos da economia. Nesses casos, a equipe deve se reunir e fazer um plano de emergência, no qual a meta é sobreviver e procurar novos rumos.

Matéria publicada pela revista Exame em 11 de novembro de 2015

12

 

Esta entrada foi publicada em Gestão. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>