DEBAIXO DOS PRATOS

Em restaurantes da capital, toalhas dão lugares a jogos americanos de papel criados por designers e artistas plásticos

Cartaz de festival de cinema, mapa, história em quadrinhos e pinturas estão cada vez mais presentes nas mesas de restaurantes paulistanos. No lugar das tradicionais toalhas, os jogos americanos de papel têm se firmado como tendência gastronômica e estética.

Isso porque as toalhas, apesar de darem um ar pomposo ao ambiente, são mais caras. Além do tecido, entram na conta os gastos com lavanderia, em média R$ 3 por peça: algo como ter uma taça de cristal quebrada ou talheres de prata surrupiados.

O papel dos jogos, recorrentemente Kraft ou couchê, aceita tudo. O que é bom para proprietários, designers e artistas plásticos.

Trocando em miúdos, a ideia é tirar a aura de sofisticação do cenário e acenar: “Estamos economizando, mas sem perder o charme”. Aparentemente, ela funciona. Agrada a gastos e gostos, serve de suporte para crianças desenharem e para adultos deixarem recado. Além de ser prática –usou, jogou, trocou.

Confira, a seguir, alguns exemplos de casas paulistanas.

Le Jazz
Claudia Lammoglia, a designer do grupo gastronômico, botou no papel as ideias dos sócios Gil Carvalhosa e Chico Ferreira. As bochechas e o trompete de Dizzy Gillespie foram parar no jogo das mesas redondas; Ella Fitzgerald, Billie Holiday, Miles Davis e outros músicos, nas restantes. Como acompanhamento, os textos que legendam as imagens são de autoria de Marina Melo, irmã mais nova de Carvalhosa
www.lejazz.com.br

Bistrot de Paris
São quatro reproduções de gravuras de uma série de Paul Iribe, famoso ilustrador francês do início do século 20. Onze originais dessas obras estão no salão do bistrô e mostram cenas dos restaurantes parisienses nos anos 1930
www.bistrotdeparis.com.br

Lox Deli
A designer Debora Murakami usou o logo e as letras do nome da casa e fez uma brincadeira para dar um visual mais leve às mesas
www.loxdeli.com.br

Donostia
A taberna de inspiração espanhola escolheu cartazes de quatro edições do Festival Internacional de Cinema de San Sebastián, realizado na Espanha. No caso, das 30ª, 36ª, 57ª e 59ª, que mostram, respectivamente: um desenho abstrato; pernas femininas deixando um carro num set de filmagem; listras coloridas; e uma mala baú perdida na areia da praia
www.donostia.com.br

Verissimo
Luis Fernando Verissimo já foi cronista de diversos jornais, cartunista, roteirista, tradutor, publicitário e até músico, mas normalmente o gaúcho é apresentado como escritor. De seus quadrinhos, destacam-se personagens como o detetive particular Ed Mort, um dos protagonistas nas mesas do
barverissimobar.com.br

Le Repas
Numa das paredes do restaurante, momentos e espaços que retratam o cotidiano parisiense formam um mural em preto e branco criado pela ilustradora Juliana Russo. A artista coloriu a pintura e decidiu dividi-la em cinco partes, que se tornaram as folhas que hoje estampam as mesas dali
www.lerepas.com.br

Saj
A brincadeira é que os jogos possam, em conjunto, formar uma toalha, como numa mesa familiar libanesa
www.sajrestaurante.com.br

Matéria publicada no jornal Folha de São Paulo em 01 de novembro de 2015 por Fernanda Meneguetti.

Esta entrada foi publicada em Design, Restaurantes. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>