MAIOR OFERTA AFETA MERCADO DE ESCRITÓRIOS

Os preços de locação de grandes lajes corporativas, em São Paulo, tendem a cair no próximo ano, na comparação com 2013, ou pelo menos ficar estáveis, na expectativa do mercado. O cronograma de entrega de parte dos empreendimentos previstos para 2014 já começou a ser postergado para evitar um cenário de reduções mais acentuadas.

O aumento da vacância resulta não da redução da demanda, mas da “oferta que está entrando no mercado de forma não equilibrada”, de acordo com o presidente da Colliers International Brasil, Ricardo Betancourt. “Os preços vão cair em 2014″, afirma o executivo da Colliers.

A avaliação é compartilhada pela presidente da Cushman and Wakefield para a América do Sul, Celina Antunes. “Alguns clientes estão querendo devolver andares. Ninguém está otimista com o crescimento da economia no ano que vem”, diz a executiva.

Para o presidente da Cyrela Commercial Properties (CCP), José Florêncio Rodrigues, os preços de locação de escritórios comerciais novos terão redução em 2014 e, nas revisionais de contratos, que ocorrem a cada três anos, poderá haver descontos para a manter os inquilinos.

Na maioria das negociações de revisão de aluguéis de escritórios da CCP, porém, os preços têm se mantido e, em alguns casos, até sido reajustados para cima, segundo Rodrigues. As altas são possíveis quando a empresa ocupante avalia que não valeria à pena trocar de endereço, devido à localização nobre, ou que não compensaria abrir mão dos investimentos feitos em infraestrutura na área ocupada.

Mas, diante de preços mais atrativos e do padrão dos edifícios de grandes lajes corporativas que têm chegado ao mercado, ocupantes podem aproveitar para migrar para escritórios de melhor qualidade e para se instalar em áreas contíguas àquelas em que já estavam. Além disso, os estoques disponíveis no mercado e a concorrência maior têm levado proprietários a ser mais flexíveis, por exemplo, nos prazos de carência para início do pagamento do aluguel ou na cobertura de custos de mudança.

Matéria publicada no jornal Valor Econômico em 27, 28, 29 de dezembro de 2013

Esta entrada foi publicada em Corporativo. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>